Home » Economia
Taxa Condominial
Por São José Construtora 7 dias atras.

A escolha de morar em um condomínio não é simples. Isso ocorre principalmente pelas despesas financeiras que podem estar inclusas na moradia.
Sabemos que um condomínio pode ser caro, mas é uma decisão interessante para muitos. Afinal, estar cercado de segurança e comodidade pode ser necessário dependendo do seu local de moradia.
O que ocorre com muitas pessoas é uma falta de entendimento. Ao se interessar por um condomínio, o consumidor não sabe exatamente o direcionamento de seus pagamentos. Ele pode ficar perdido, também, no número de taxas à pagar.
Para te ajudar nessa caminhada, vamos falar de taxa condominial. O que é essa taxação e como ela pode ser dividida? Você aprende a seguir.

 

O que é uma taxa condominial?

Essa é a definição das despesas do condomínio com as quais os moradores devem arcar. É uma obrigação de todos os condôminos auxiliar nos gastos comuns.
Se você parar para pensar, é nisso que consiste um condomínio em suas bases: um serviço dividido entre diferentes moradores. Aí está uma excelente justificativa para os pagamentos.
O valor das taxas pode variar dependendo dos serviços do condomínio e da localização das moradias. Para nossa definição, você deve saber que existem dois tipos de taxas.

 

A taxa ordinária

Essa é aquela taxa que deve ser paga regularmente, pois diz respeito aos gastos básicos. Geralmente, esse tipo de cobrança é decidido em assembleias gerais.
São diversos os gastos básicos. Entre eles, estão o salário dos funcionários, o consumo de água e luz de ambientes compartilhados, a limpeza e a manutenção periódica.
Há, como já havíamos dito, um valor global de pagamento por todos os moradores. O síndico deve escolher um banco ou escritório para efetuar as cobranças e o controle dos gastos.

 

A taxa extra

Essa taxa pode ser referente a obras nos apartamentos ou casas. Porém, há também as obras em espaços públicos, como salões de jogos e piscinas.
Como esses são gastos eventuais, a taxa ordinária não pode cobrir os valores. Quando você precisa reformar um piso, por exemplo, deve ter uma cota aprovada por assembleia extraordinária.
A cota será aprovada nessa assembleia antes da construção começar. Desse modo, nada foge do monitoramento dos responsáveis.
Note que, quando as despesas se referem a gastos gerais, como no caso da manutenção de uma piscina, a cota de pagamento dos condôminos será definida.

 

A cobrança das taxas

Para entender melhor sobre o assunto, é importante saber como essas taxas são cobradas. Geralmente, o processo ocorre por recebimento de boletos. Nos boletos, já há a discriminação das taxas ordinárias e das taxas extras.
Com um software de gestão de condomínios, essa cobrança vem se tornando mais simples. Agora, os boletos são enviados virtualmente. Você ainda pode conferir mais detalhes das cobranças na plataforma.
Os cuidados com cobranças financeiras e gastos por parte do condomínio se tornarão mais efetivos com o uso de um software. Agora, no processo de gestão, você pode conferir quais moradores já efetuaram o pagamento e quanto foi depositado.

 


Tags
Compartilhar Twitter · Facebook · Google Plus